29 de abr de 2010

Conteúdo é fundamental

Algum tempo atrás no Twitter comentei o seguinte:

image

Tirando o óbvio erro de português no final do tweet (proposital, diga-se de passagem), a mensagem é mais séria do que parece. Alguns sites e blogs caiem no ostracismo e perdem leitores e seus donos não sabem o que acarretou tal fracasso. Muitas vezes, as pessoas escolhem ótimas URLs, fazem excelentes planos de comunicação, trabalhando com os melhores players do mercado, mas não trabalham o fundamental para manutenção da audiência: Conteúdo. Não adianta utilizar as tecnologias top do mercado, se o fator humano atrás delas não se preocupem em gerar conteúdo de qualidade.

Então, para embasar as minhas humildes palavras, eis que a Rina Noronha do iMasters (que faz um excelente trabalho aqui)público a apresentação que ela ministrou no #arenapontocom sobre Produção de Conteúdo Digital.

Conteúdo é mais importante do que o meio de comunicação utilizado para interagir com o usuário. A importância de ter canais de comunicação de fácil acesso a sua audiência é grande, mas sem conteúdo não existe perspectiva de sucesso de nenhum blog/site no mundo digital.

28 de abr de 2010

HP adquire Palm por 1,2 bilhões de dólares

Os negócios são feitos de maneira diferente. Em menos de 2 horas após a divulgação sobre o negócio do dia, a aquisição da Palm pela Hewlett-Packard por 1,2 bilhões de dólares, já temos disponíveis praticamente todos os detalhes da transação. Inclusive com a apresentação executiva da HP sobre o assunto. Veja:

25 de abr de 2010

E a milhas de distancia daqui

Quando eu vi este comercial do novo EcoSport, eu fiquei pensando: “Poxa, que música legal!”. Porém não conhecia absolutamente nada da banda, o que dificultava qualquer tipo de busca sobre a música. Mesmo ouvindo a música esporadicamente na Kiss FM, não conseguia anotar o nome da Banda. E minha curiosidade aumentava.

Até que um dia resolvi buscar algo sobre o comercial acima. E numa das versões do vídeo acima, apareceu o nome da música: A Thousand Miles Away. Faltava descobrir o grupo. Numa busca simples, dava impressão que a música era do The Heartbeats, porém esta banda é dos anos 50 e a música não parecia em nada com aquela musica do comercial. Até que eu cheguei na banda Australiana Hoodoo Gurus.

Com uma história que remete a época dos anos 80 e inicio dos anos 90, a banda fez um grande sucesso no país, mas não chegou a ter uma grande carreira internacional como outras bandas australianas contemporâneas dela, como AC/DC, INXS e Midnight Oil

Porém, para minha surpresa, o Hoodos Gurus ainda está na ativa e mostrando que tem uma boa presença no palco em suas performances ao vivo. A performance da banda no Sound Relief não deixa dúvidas sobre isso:

Para quem quiser conhecer um pouco mais dos caras, tem o site da banda com algumas infos legais

24 de abr de 2010

Percepção de redes sociais

Eu imagino que o pessoal do InterMinas, evento realizado pelo iMasters em Belo Horizonte, deve ter visto um show na apresentação do Edney Souza, da Pólvora Comunicação sobre Redes Sociais. Com conteúdo completo, estes slides mostram o que é uma rede social e quais são os valores e conceitos que um profissional na área deve seguir. Veja os slides

Informação & Inutilidade

21 de abr de 2010

Marvel vs Capcom 3 – Vai encarar

Eu não tenho dúvida: a Capcom ficou muito tempo investindo em outras franquias como Resident Evil, Devil May Cry e Onimusha. Todos excelentes jogos, de fato. Mas ela é especialista em jogos de luta. E vem aí mais um arrasa quarteirão, que já entrou até como Trending Topic no Twitter após o anúncio deste trailer. Será que Iron Man, Hulk e Wolverine serão capazes de derrotar Ryu, Morrigan e Chris Redfield? Veremos…

*Recomendo a visualização deste video em HD

18 de abr de 2010

Um carro, uma história

Eu sempre acho que todo comercial de carro deveria ser desta forma. Um carro é algo que fica para vida, que você tem muitas histórias ligadas com ele, e que sempre faz parte da sua vida como se fosse da família. Senti isso de novo ao ver este comercial do novo Corsa Classic 2011.

11 de abr de 2010

General Newton Cruz no Dossiê Globo News

- “O Maluf me pediu para matar o Tancredo Neves".

- “Teria outra bomba igual do Rio Centro”

- “Eu tenho que proteger minha fonte que nem você faz”

Uma entrevista polêmica de um dos principais personagens da ditadura. O general Newton Cruz revela detalhes nunca antes revelado sobre a época da Ditadura, numa minissérie de entrevistas que o canal Globo News faz com os principais personagens deste períodos, com o reporter Geneton Moraes Neto no comando. Além desta entrevista, recomendo ver a anterior com o General Leônidas, neste link aqui

10 de abr de 2010

Sergio de Souza por Juca Kfouri

E meu amigo Fabio Camargo fez este vídeo onde Juca Kfouri, de quem eu sou fã e quem considero o melhor jornalista esportivo do Brasil mesmo sendo Corintiano, comenta sobre o amigo Sergio de Souza, que morreu em 2008 e era editor e fundador da Revista Caros Amigos, a melhor revista independente que o Brasil teve.

 

Ficou muito legal Fabio :)

5 de abr de 2010

Rodoanel – Prós e Contras para o usuário

Fotos aéreas do trecho sul do Rodoanel. As primeiras são do trecho que passa sobre a Regis Bittencourt, a seguir, o trevo para a Rod dos Imigrantes e depois a Anchieta.<br />10.03.2010<br />São Paulo-SP<br />Foto:Milton Michida/Governo do Estado de SP

Finalmente o rodoanel foi inaugurado na última quinta-feira para acesso de veículos no trecho sul, que interliga as rodovias Anchieta e Imigrantes e a Cidades do ABC diretamente as rodovias Regis Bittencourt, Raposo Tavares, Castelo Branco, Anhanguera e Bandeirantes. Uma obra bastante esperada, que pretende desafogar o transito nas Marginais e no Centro de São Paulo, retirando os caminhões que outrora utilizavam essas regiões como caminho principal para seus destinos, além de facilitar o acesso daqueles que viajam para fora de São Paulo e precisavam pegar as mesmas vias congestionadas.

Av. Papa João XVIII em Mauá com trechos em grande reforma mesmo com o tráfico liberado para o Rodoanel desde o dia 1° de Abril Primeiro lugar, gostaria de falar que fiquei surpreso quando houve a divulgação de que o Rodoanel seria liberado para o trafego, uma vez que a Av. Papa João XXIII em Mauá, principal via de acesso a rodovia, é um enorme canteiro de obras com vários buracos e sinalização improvisada ao seu redor. Claro que a situação poderia ser pior, pois houve uma pequena duplicação da pista que já comporta os carros que acessam o Rodoanel pelo ABC nesta fase inicial.

O problema é como chegar até ele. Não existe placas de sinalização na Cidade de Mauá que indiquem claramente a existência desta via vital para o município. E isso se estende para as cidades vizinhas, que ainda não parecem entender que ali está a principal obra viária do Estado de São Paulo nos últimos anos. Com impacto ambiental alto, sendo o projeto original vários vezes alterado para não afetar a região das represas Billings e Guarapiranga, assim como a a área de manancial existente na divisa de Mauá, Ribeirão Pires e São Bernardo do Campo, que é protegida por lei, é impossível imaginar que a região do ABC não tenha se preparado de acordo para abertura deste espaço. Pouquíssimas placas na região urbana e acessos mal pavimentados destoam completamente do que se apresenta na rodovia nos seus quilômetros iniciais.

Sim, pois o Rodoanel como toda obra entregue em época de eleição tem retoques feitos de ultima hora além de erros que podem ocasionar sérios problemas aos usuários do local. No último domingo, retorno do feriado de Pascoa, resolvi utiliza-la para fugir de um problema recorrente nas saídas da capital por conta de outra obra: congestionamento na Marginal Tiete. Além disso, gostaria de cronometrar as distancias entre as rodovias e verificar tudo que envolvia a pista.

Como tinha dito logo acima, os quilômetros inicias não devem nada a nenhuma outra rodovia no estado inteiro. Sinalização eficiente, áreas de descanso para caminhões, asfalto liso e bastante espaço fazem que a viagem seja tranquila. Mas algumas ressalvas tem que ser feitas mesmo assim. Existe um importante trecho em subida na altura de São Bernardo que é totalmente feito de cimento. Portanto, um pneu em mal estado pode estourar mais facilmente, devido ao piso que consome mais borracha. De resto, tudo tranquilo.

Os acessos para rodovia Anchieta e rodovia dos Imigrantes são bem indicados e bastante largos, o que evitam problemas. Por sinal, o trecho Mauá-Imigrantes o transito foi quase nulo, aumentando consideravelmente no retorno dos carros que saiam do litoral.

Depois, veio os problemas mais sérios. No trecho de São Paulo, que corta o extremo sul da cidade, pelo bairro de Parelheiros, os problemas são de ordens naturais. Muita chuva acompanha o viajante ao longo de 15 a 20 km dentro da área mais inacessível da capital. Em dias de chuva e muito transito, será impossível desenvolver uma grande velocidade. Ademais, existirá problemas de visibilidade em decorrência da Neblina. Nada muito fora do comum.

Pedágio inacabado prejudica motoristas na inauguração do Rodoanel O que está fora do comum é a situação após o Pedágio Fantasma, assim apelidado por mim. As cabines do pedágio situados na divisa de São Paulo com o município de Embu ainda não estão prontas, com um cavaletes posicionadas de forma até perigosa. Primeiro problema estrutural. Que continua em Itapecerica da Serra, de forma um pouco mais séria: Grandes trechos sem sinalização alguma, incluindo os sinalizadores que indicam as faixas de rolamento e a falta de Guard Rail e indicação de muretas de concretos foram uma constante, em um trecho que contem algumas entradas não oficiais. Para uma rodovia em que os motoristas vêem em velocidade relativamente alta (limite de 100km/h para veículos de passeios), um trecho de 10 a 15 km nestas condições pode ser problemático. Espero que esta região tenha sua sinalização acertada brevemente.

Além disso, próximo a entrada Regis Bittencourt, próximo do inicio do trecho Oeste da pista, é possível notar alguns viadutos inacabados. Para uma obra com custo total de 5 bilhões de reais, entregar com viadutos inacabados é algo inadmissível.

E após todos estes detalhes, ainda tenho que citar mais duas coisas que senti falta: Telefones de apoio para emergência, quase inexistentes, e nenhum posto de serviço avançado pronto. Ambos atrapalhando e muito qualquer serviço de emergência, como notei ao passar por 2 carros quebrados no caminho, completamente desamparados.

Enfim, a lista de problemas iniciais é relativamente alta, mas eu espero que o governo não pare de investir e melhorar aquilo que foi entregue, que está longe do ideal. Quando estiver ideal, será sem duvida a melhor via para fugir do transito infernal de Sampa. Veja na tabela abaixo o tempo que levei para atingir as rodovias cortadas pelo Rodoanel nesta viagem e faça as contas de quanto as pessoas poderiam economizar com ele. Para ter uma idéia, o trecho via Av. do Estado – Marginal Tiete – Rodovia dos Bandeirantes demora 1 hora e 5 minutos sem transito.

Rodovia

Tempo Percurso Mauá – Bandeirantes em Minutos

Anchieta

10 minutos

Imigrantes

14 minutos

Regis Bittencourt

40 minutos

Raposo Tavares

44 minutos

Castelo Branco

48 minutos

Anhanguera

52 minutos

Bandeirantes

55 minutos

Este é o Rodoanel visto por um usuário. Só espero que não demorem tanto para os trechos Leste e Norte ficarem prontos.

2 de abr de 2010

He’s on fire!

Na época dos vídeo games de 16-bit com Super Nintendo e Mega Drive, muitos jogos de basquete foram lançados e poucos fizeram sucesso. Muitos pela falta de realismo das partidas, outros pelos controles ruim e muitos pela falta de diversão quando eram analisados vários aspectos ao mesmo tempo. Quando a geração 32-bit chegou, houve uma sensível melhora nos títulos, mas definitivamente o único que conseguiu boa aceitação nesta troca de gerações foi a série NBA Live, desenvolvida pela Eletronic Arts.

NBA Live era um bom simulador de jogos de Basquete, mas era muito preso e não permitia jogadas magicas. E nisto a série sempre falhou: proporcionar a magia do basquete disputada nas quadras da américa pelo melhores jogadores do mundo.

Voltando a época dos 16 bits, um jogo que conseguiu atrair a atenção de muitos jogadores foi o divertidíssimo NBA Jam, que originalmente era um jogo de arcade da Midway que foi adaptado pela Acclaim, mesma distribuidora dos jogos Mortal Kombat para consoles. O controle simplificado e a falta de regras, fazendo que o jogo no ginásio lembrasse uma partida de basquete de rua disputado por super-heróis, fez a alegria de quem realmente gostava do esporte da bola ao cesto.

Mas muita coisa mudou: NBA Jam não empolgou os jogadores da geração 32-bit, a Acclaim fechou as portas em 2004 e a Midway não fez nenhuma versão para consoles da última geração PS 3, X-Box e X-Box 360 e GameCube. Mas, a EA Sports viu que a saga tem ainda potencial  para fazer jogos legais e aposta suas fichas em uma nova versão, desta vez para o Wii. E com a experiência em produção de jogos para a série Live, devemos ter algo bom pela frente.

A pergunta que fica é se o jogo terá o mesmo potencial das antigas versões. Eu gostaria que sim. Afinal de contas, que nunca se arrepiou de fazer uma enterrada maluca e ouvir o narrador gritar “Boom Shaka Laka!”, "Wild Shot!" ou “He’s on fire!”. Pelo trailer, o gameplay não deve apresentar muitas mudanças, o que já é muito bom para este novo jogo da série.

E ai, gostaram?