18 de dez de 2009

Um monstro chamado Cielo

Não existe palavras para falar deste fenômeno das piscinas. O que Gustavo Borges conseguiu com muito custo, Cielo leva a outro nível. Um nível que talvez ninguem chegará nunca mais. Com muita dor e sofrimento, mas com uma confiança sem fim. Este é o cara. Guga que me perdoe, mas nos esportes individuais, o Brasil tem um novo dono.