30 de jun de 2010

Pip.io: Uma novidade sem novidades

image

Ela apareceu com destaque no New York Times algum tempo atrás e não foi por acaso. O Pip.io é um mix de vários conceitos de redes sociais e life-streaming que deram certo em um lugar. Algumas características do Facebook, Brizzly, TweetDeck e ferramentas do Google estão dispostas nesta ferramenta criada por Leo Shimizu e David Chen.

Primeiro, a interface lembra muito o Brizzly, cliente web do Twitter bem completo e estruturado. A disposição da timeline, a forma dos updates e o tempo de resposta são similares e igualmente eficientes.

Além disso, no Pip.io você tem a possibilidade de criar um canal com informações, muito semelhante as Fanpages do Facebook. Por sinal, as atualizações da timeline também remete ao já consagrado modo da maior rede social do mundo.

Além disso, existe integração com o Google Maps e a possibilidade de criar buscas personalizadas com todos os usuários do cliente. E além de Geo Search, o Pip.permite rastrear hashtags da mesma forma que as listas do Twitter. Outra coisa é o background interativo, que varia conforme as horas do dia, similar ao que existe no iGoogle. Entretanto, ainda não existe possibilidade de customização do background.

Tanta similaridade com estas ferramentas ficam mais evidente quando você adiciona streams do próprio Facebook, Twitter e YouTube. No futuro será possível acessar outras ferramentas diretamente da Interface do Pip.io.

Na minha opinião, ainda falta muito para o Pip.io  poder ser uma startup de sucesso global, pois falta algo inovador em meio a tanta features repetidas. Entretanto, suas funcionalidades pré estabelecidas tem ótimo tempo de resposta e juntas podem fazer dele uma boa alternativa para organizar seus feeds de redes sociais.