28 de fev de 2010

Super Street Fighter IV – Apaixonante

Confesso, sou fã da saga Street Fighter desde a versão II – The World Warrior, a primeira que surgiu nos fliperamas do Brasil com força. Depois a paixão continuou com as novas versões em diferentes plataformas: seja no Arcade, Mega Drive, Super NES, Sega Saturn, Playstation I, II e III, sempre joguei todas as versões com o mesmo pique e entusiasmo da primeira. Feliz foi quando consegui no inicio da década jogar a primeira versão em emulador no computador. Mas faltava a versão 3, que não achava em quase nenhuma casa de jogos ou shopping centers.

Faz 3 anos que baixei o emulador da CPS III no meu antigo computador e pude comprovar: Street Fighter III era um grande jogo, mas faltava paixão. Não tinha todos os personagens que marcaram a série ao longo destes anos e alguns eram realmente muito fracos e nada originais (vide Q, Necro, Ramy, Twelve e outros). Mesmo assim, o game play era ótimo, tanto que foi referência para todos os outros jogos da série que vieram em seguida.

Ano passado, a Capcom lançou Street Fighter IV, que era uma volta ao passado glorioso da série, mas com novos gráficos, aproveitando todo o potencial dos videogames da nova geração. Com alguns personagens novos e muitos antigos, o jogo foi um grande acerto. Mesmo assim, ainda faltava algo. Depois de Street Fighter Alpha 3, quando a saga deu opção para escolher mais de 24 personagens, era necessário uma gama enorme de personagens para o jogo não cair numa certa mesmice de opções.

Então, era de esperar que a Capcom lançasse uma nova versão em cima da versão anterior. E que tal uma versão que reúne personagens clássicos da versão 2, da versão 3, da versão 4, e um personagem exclusivo para esta versão? Isto que promete Super Street Fighter IV, o jogo que me arrematou antes mesmo de seu lançamento oficial. E da para entender o motivo de tamanha expectativa. Veja este trailer e entenda o porque:

Fala a verdade, não é incrível?

Google+

Arquivo



Site Meter